• Abu | Mack
  • Fé que pensa, razão que crê.
  • Abu|Mack

Cuidado ao dar graças!

Tiago 4:3-4

Esse texto que vou compartilhar com vocês estudei ele com o pessoal, mas em forma indutiva, na ABU. É um texto que trouxe muito crescimento para minha vida e espero que Deus use ele também em suas vidas.

Fundamento da gratidão:
"A verdadeira gratidão ou agradecimento a Deus, por sua
bondade para conosco, surge de um fundamento lançado antes:
amar a Deus pelo que Ele é em si mesmo; enquanto a gratidão
natural não tem tal fundamento antecedente. As comoções
graciosas de afeição grata para com Deus, pela bondade recebida,
sempre procedem de um estoque de amor já presente no
coração, estabelecido em primeiro lugar sobre outro
fundamento, a saber, a própria excelência de Deus."(Jonathan Edwards)

Em outras palavras, a gratidão que agrada a Deus não é, em primeiro
plano, um deleite nos benefícios dados por Deus (embora isso faça parte dela). A verdadeira gratidão deve estar enraizada em algo que vem antes, isto é, um deleite na beleza e na excelência do caráter de Deus. A verdade e que você não seria honrado se eu lhe agradecesse freqüentemente pelos seus dons para comigo, mas não tivesse consideração espontânea e profunda por você como pessoa. Você se sentiria insultado, não importando o quanto eu lhe agradecesse por seus dons. Se o seu caráter e personalidade não me atraíssem, nem me dessem alegria de estar na sua presença, você se sentiria usado, como uma ferramenta ou uma máquina para produzir as coisas que eu realmente amo.
O mesmo acontece com Deus. Se não somos atraídos por Sua personalidade e caráter, todas as nossas declarações de gratidão são como a gratidão de uma esposa ao marido pelo dinheiro que ela recebe dele para usar em seu relacionamento com outro homem. Esta é exatamente a figura
apresentada em Tiago 4:3-4. Tiago critica os motivos da oração que trata a Deus como um marido de adúltera: “Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites. Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus”.
Por que ele chama essas pessoas que oravam de adúlteras?
Porque, embora estivessem orando, estavam abandonando seu marido (Deus) e indo atrás de um amante (o mundo). E para piorar as coisas, estavam pedindo a seu marido (em oração) que financiasse o adultério.
Surpreendentemente, esta mesma dinâmica espiritual deficiente é verdadeira, às vezes, quando as pessoas agradecem a Deus por ter mandado Cristo para morrer por elas. Talvez você já tenha ouvido alguém dizer o quanto devemos ser gratos pela morte de Cristo, porque ela nos mostra o
grande valor que Deus nos deu.
Qual é o fundamento desta gratidão?
Jonathan Edwards chama isso de gratidão de hipócritas. Por quê?

"Porque, primeiro eles se regozijam e se elevam com o fato de que são muito estimados por Deus; e então, sobre esse fundamento, Deus lhes parece de certa forma amável… Eles se alegram no mais alto grau em ouvir o quanto Deus e Cristo os estima.
Portanto, o gozo deles é na verdade um gozo em si mesmos, e não em Deus." (Jonathan Edwards)

É chocante descobrir que uma das descrições mais comuns, hoje, sobre como responder à cruz, pode ser uma descrição de amor natural por si mesmo, sem qualquer valor espiritual.
Faremos bem em dar ouvidos a Jonathan Edwards. Ele não estava apenas nos explicando a verdade bíblica de que devemos fazer todas as coisas, incluindo dar graças, para a glória da Deus (Coríntios 10:31)? E Deus não é glorificado se o fundamento da nossa gratidão é o valor do dom (benção), e não a excelência do Doador. Se a gratidão não está enraizada na beleza de Deus antes do dom, ela provavelmente é uma idolatria disfarçada. Que Deus nos conceda um coração que se deleite nele por aquilo que Ele é, para que toda a nossa gratidão por seus dons seja o eco da alegria na excelência do Doador!

Pensemos um pouco...por que, em que e como estamos sendo gratos a Deus.

Abraços Amélia

5 comentários:

Rodrigo disse...

Nossa, forte o texto...
As vezes somos egoístas, agradecemos a Deus pq Ele nos dá isso ou aquilo.

"Se a gratidão não está enraizada na beleza de Deus antes do dom, ela provavelmente é uma idolatria disfarçada. Que Deus nos conceda um coração que se deleite nele por aquilo que Ele é ..."
Amém
=]

Amélia disse...

Tem uma música legal que fala disso...

"Quero ser como criança, te amar pelo o que És. Voltar a inocência e acreditar em Ti..."

JEUDI disse...

Otimo texto!

Devemos amar a Deus pelo o que Ele é e nao pelo que pode nos dar. Mtos hj se aproximam pelo que Deus pode dar (os neopentecostais que o digam!).
NOsso relacionamento com o Ser Supremo não uma relaçao custo beneficio!

Pessoas q firmam a fé em Deus baseado no que ele dah e nao no que ele é, sao fracas e nao conseguem se aproximar dele verdadeiramente.

Devemos nos apaixonar e nos encantar com o caráter do Pai Criador!

Que possamos amar a Deus como Jó amava! Ele amava a Deus pelo que Ele era, e nao por aquilo que Deus tinha lhe concedido!

Oh! gloriaa!!
Como eu amo esse Deus!

Lucas Fogaça disse...

Realmente fiquei impressionado.

Fiquei impressionado pela excelente português aplicar, fiquei impressionado pela boa forma de articulação de pensamentos e fiquei impressionado pelo fato de quem escreveu conheço e domina muito bem a PALAVRA e usou de excelentes palavras para falar da PALAVRA.

Realmente fiquei sem palavras.

Aefe! disse...

Puxa! Eu que ficava chateado que agradecia pouco em minhas orações... agora penso que além de agradecer pouco, agradeço errado!!!
Obrigado por dividir esta reflexão, e todos nós podermos consertar mais uma lacuna na imensa distância que estamos de Deus...

Abraços.

Postar um comentário

Aí, pode comentar a vontade!
Abu|Mack

Related Posts with Thumbnails

Recomendamos

Obs.Tetras | Tudo tão intenso | Solomon | Não morda a maçã | SexxxChurch | ABU SP | ABU Brasil | Alpiqueiro